Porque meu E-Commerce não vende?



A internet é um ambiente espetacular. Dentro dela, encontramos de tudo: imagens, vídeos, fotos, informações. Isso atrai uma grande parte da população, que busca saciar suas necessidades com as vantagens oferecidas pela rede. É por isso, inclusive, que ela se torna um ótimo meio de negócio: ela movimenta muita, mas muita gente.

Da mesma forma, no entanto, que muita gente pode significar muitos clientes, também significa muita concorrência. Por ser um ambiente livre, qualquer um com coragem o suficiente pode começar um negócio online – o que não significa que vai dar certo.

Muitos donos de lojas virtuais de Pequenas Empresas que começaram a pouco tempo reclamam porque não conseguem vender pela internet, ou vendem pouco, na maioria dos casos o erro está em ações que podem ser solucionadas de forma simples.

Um dos erros mais comum que acontece é a utilização de uma estratégia errada, no qual a pequena empresa tenta vender da mesma forma que os gigantes do comércio eletrônico. Acabam não se dando conta que essas lojas maiores já possuem muitos anos de experiência e estão ao um nível de investimento e capital muito mais evoluídos do que uma loja virtual recente que está começando seus investimentos agora.

Pequenos e grandes empresários, portanto, seguem a tendência e cada vez mais aderem à internet como meio de negócio. Muitos, inclusive, possuem um negócio exclusivamente digital. Mas com tanta gente querendo vender, fica claro que o possível cliente vai buscar aquele que atende melhor às suas necessidades, e lhe inspira maior confiança.

Vamos pensar como um: imagine que você irá comprar, por exemplo, uma televisão pela internet. A sua prioridade, com certeza, será a garantia de que o produto que pedir deve chegar na sua casa.

Muitos sites trabalham com golpes e farsas, o que deixa o cliente inseguro em relação à sites pouco conhecidos. Para driblar esse problema, devemos ser claros em relação às informações que inserimos no nosso site. Ninguém irá comprar de uma empresa que não se apresente, não tem número ou e-mail de contato. E, mesmo assim, irá preferir aquela que tem ambos. Da mesma forma, uma boa apresentação da empresa pode dar a tranquilidade necessária para o cliente que busca adquirir seu produto finalizar a compra.

Além da segurança, o cliente procura informações: por mais barata que seja a televisão, você não irá comprá-la sem saber exatamente a marca, o modelo, a garantia (se tiver ou não) e as formas de pagamento! No site, é essencial descrevermos o produto minuciosamente, para que o cliente saiba realmente o que está comprando, e confie que suas necessidades serão atendidas.

A descrição, inclusive, é de grande ajuda no posicionamento de seu site no Google. A partir dela, você pode ter mais visibilidade, o que te deixa claramente na frente de seus concorrentes. Quanto mais conteúdo relevante e específico o seu site tiver, mais o Google irá encontrá-lo e indexá-lo, e mais os clientes irão te encontrar.

A descrição do produto pode ser o seu diferencial. O cliente pode preferir a mesma televisão, com o mesmo valor, de uma loja que especifica as qualidades dela. Afinal de contas, todos queremos saber onde estamos investindo nosso dinheiro! O que você escolheria, um site que mostra a foto e o preço ou um site que mostra a marca, a origem, a garantia, as condições de pagamento e o tempo de entrega? É um efeito dominó, onde o trabalho feito com cuidado gera frutos e potencializa ainda mais as vendas ao somar na indexação.

Lembre-se: o cliente procura um negócio seguro, que garanta o retorno de sua confiança e investimento. Para que isso aconteça, ele irá procurar saber tudo o possível sobre o que compra e de quem compra. E quem vai passar essa informação é você.
Voltar ao Topo