O QUE ESPERAR DO E-COMMERCE EM 2016


Apesar do ano passado ter sido delicado nos cenários econômico e político, acredita-se que a previsão é animadora e que o e-commerce continua sendo um mercado extremamente atrativo. Segundo previsão divulgada recentemente pela ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o e-commerce no Brasil deve crescer 18% este ano em relação a 2015 e faturar R$ 58,6 bilhões.

Os principais fatores que contribuíram para esse quadro de crescimento de lucro para as lojas virtuais foram:

• Aumento dos internautas;

• Maior hábito de compras online;

• Crescimento da banda larga;

• Aumento dos mobile e-commerce. A facilidade de se fazer compra por meio do Smartphone está conquistando mais consumidores adeptos ao comércio eletrônico.


Fazemos parte dos 54% dos usuários ativos de internet. Mas o nosso forte mesmo é o mobile: tem mais celular que gente no Brasil. A tendência de crescimento mobile fica cada vez mais evidente quando observarmos que o número total de usuários ativos cresceu 10%, a quantidade de usuários mobile aumentou 15%.

Os brasileiros ainda compram mais via desktop: 36% da população compraram pelo menos um item via computador no mês passado contra 15% que adquiriram bens via mobile.

O volume de compras no comércio eletrônico promete aumentar especialmente nos segmentos alimentício e saúde e beleza, com 31% de projeção cada. Na sequência estão os artigos domésticos e lazer, empatados com 27% de aumento. O frete grátis, aliás, está entre os principais fatores que determinam o sucesso de uma compra online, diz o estudo.


Antigamente muitos clientes deixavam de adquirir um produto pela internet por receio de não receber sua encomenda de forma correta, ou pelo simples fato de achar inseguro passar informações bancárias pelo computador ou celular. Mas as lojas virtuais, juntamente com sua agência de web digital estão seguindo de forma rigorosa todos dos detalhes do site, tudo para ganhar a confiança dos consumidores mais inseguros, priorizando a qualidade no atendimento, a facilidade na compra e a agilidade na entrega.


É muito importante que as empresas desenvolvam estratégias, junto com agências de Marketing Digital para aproveitar o mercado do e-commerce neste momento, traçando como objetivos o aumento de vendas e clientes e seu reconhecimento perante a concorrência.

 

 


Voltar ao Topo