Você sabe qual é a importância do briefing em um projeto?


 

Gerado antes mesmo do trabalho da agência começar, o briefing é um documento que organiza os objetivos do cliente e serve como um guia durante todo o processo. Os briefings, geralmente, são curtos (cerca de 1 a 2 páginas) e de uso interno, podendo servir para diversas funções e estabelecerem bases para várias fases do trabalho, como para o desenvolvimento de sites, materiais gráficos e digitais, campanhas nas redes sociais e outras ferramentas.

 

O que deve conter em um briefing?

Antes de entrarmos nos benefícios específicos de um briefing, vamos falar rapidamente sobre o documento em si. Embora cada empresa tenha sua própria abordagem para escrevê-lo, abaixo estão alguns dos tópicos que, normalmente, são incluídos:

 

- Informação ao cliente.

- Especificações para o desenvolvimento de materiais.

Detalhes sobre o produto/serviço.

- Elementos da marca.

- Preferências estilísticas.

- Cronograma do projeto.

 

A importância do briefing

Para explicar a importância deste documento, separamos 5 motivos que explicam o porquê você deve capturar efetivamente as informações relevantes dos seus clientes:

 

1. Informação para todos

De gerentes de contas e diretores de criação à designers e redatores, o briefing reune todas as informações necessárias para todos os participantes do projeto. Especialmente, porquê nem todos vão se envolver em todas as reuniões de clientes; nem, muito provavelmente, todo colaborador fará parte do processo do início ao fim. De fato, vários especialistas (ou seja, um animador de personagens, um locutor) estão envolvidos apenas no projeto por um curto período de tempo, e o briefing é como o bastão em sua corrida de revezamento. Por isso, é importante ter um único documento curto, fácil de ler, que acumule todas as informações relevantes.

 

2. Ajuda a identificar o que você não sabe

Embora o principal benefício de um briefing seja a síntese de informações-chave em um único lugar, o processo de fazer isso muitas vezes resulta em um benefício sutil: perceber o que você não sabe. Ou, pelo menos, percebendo onde sua inteligência e entendimento poderiam ser mais fortes. E, ao fazer o esforço para reconciliar esse problema e complementar seu briefing com pensamentos ou informações adicionais, você inevitavelmente terá uma compreensão mais abrangente do objetivo do cliente e determinará melhor como pode ajudar nisso.

 

3. Mais do que apenas um banco de dados

Como o briefing compila vários tipos de informações, pode ser tentador pensar no documento como algo parecido com um banco de dados. Mas, embora inclua esses detalhes relevantes, o briefing deve ser mais do que apenas uma coleção de fatos. Ele precisa capturar o tom do cliente e as mensagens específicas da marca. Por isso, é preciso ir além, devendo haver uma visão detalhada sobre o cliente no documento, descrevendo o que ele deseja, exige e precisa.

 

4. Fonte de inspiração

Um profissional, naturalmente, pode passar por altos e baixos, podendo sentir dificuldades para obter inspiração para um determinado projeto. Com um briefing bem elaborado e ponderado, é possível que te ajude a despertar ideias, fornecendo uma faísca criativa, sendo útil como um meio para confirmar os instintos e fornecer confiança aos funcionários que o leiam. Use o briefing como uma fonte adicional de inspiração para te ajudar a obter o fluxo de trabalho.

 

5. Um documento arquivado e acessível

Mesmo quando você concluir o projeto, o briefing ainda manterá seu valor, uma vez que, embora não seja mais necessário em um trabalho atual, pode ser útil ao trabalhar em projetos ou clientes semelhantes. Podendo servir como um lembrete do que foi feito antes e fornecer informações sobre o que pode ser necessário para garantir um sucesso similar no futuro.


Voltar ao Topo